Visconde de Taunay

Escritor, militar e político brasileiro

O Visconde de Taunay, à época Afonso Cláudio de Freitas Rosa, foi um escritor, militar e político brasileiro, nascido em São Paulo em 1 de março de 1843 e falecido em 19 de março de 1899, na mesma cidade.

Tendo iniciado sua formação acadêmica em 1853, na Escola de Aprendizes Marinheiros de Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro, ele ingressou em seguida na Escola Militar do Rio de Janeiro, na qual se graduou como Tenente em 1862.

Na trajetória acadêmica, é importante destacar a sua graduação em Direito, em 1876, pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, o que lhe possibilitou o exercício da advocacia paulista.

O Visconde foi membro da Academia Brasileira de Letras, após ter sido escolhido para ocupar a cadeira nº 24 (1900), sucedendo Francisco Otaviano. Foi também professor universitário e se tornou um importante político brasileiro, ao exercer os cargos de deputado provincial e de senador do Império.

Como escritor, publicou vários livros de temática diversa. Seu primeiro romance foi "O Guaraní", uma obra que foi publicada em 1877, e que obteve grande sucesso entre o público.

Além disso, foi autor de peças teatrais, crônicas, contos, ensaios, folhetins, correspondências, biografias e relatos de viagem. Quando seus contos foram reunidos em uma coletânea, em 1888, o título escolhido foi "Contos Fluminenses".

Lembrado como um destacado intelectual brasileiro cujas produções literárias foram marcantes na história literária nacional, o Visconde contribuiu muito para a cultura brasileira, sendo lembrado mesmo após o seu falecimento, quando foi homenageado com seu nome dado a rua e a estação da linha de trem que o liga à cidade de Santos, na Grande São Paulo.
Visconde de Taunay
Nome Completo: Alfredo Maria Adriano d'Escragnolle Taunay
Nascimento: 22 de fevereiro de 1843

Local: Rio de Janeiro

Morte: 25 de janeiro de 1899 aos 55 Anos

Causa: diabetes mellitus

país de nacionalidade Brasil
formação Academia Militar das Agulhas Negras