Hermann Hesse

Escritor alemão

O escritor alemão Hermann Hesse (1877–1962) é um dos mais importantes nomes da literatura mundial. Seus trabalhos, influenciados pela psicologia, pela filosofia e pela espiritualidade, tornaram-se grandes clássicos da literatura contemporânea.

Hesse nasceu na Alemanha, em 1877, em um família com fortes tradições de cultura alemã. Com apenas cinco anos de idade, foi enviado à escola de negócios de seu tio, mas nessa época ele já mostrava interesse pela arte e também pelas religiões orientais.

Certo momento, já na adolescência, o autor levantou a hipótese de abrir mão dos estudos por não conseguir acompanhar o ritmo das aulas. Mas acabou concluindo o ensino médio em 1895 e em seguida foi estudar teologia, medicina e filologia.

Sua primeira publicação foi em 1901, quando seu livro "Peter Camenzind" foi bem recebido. Entre os anos de 1906 e 1912, Hesse viajou para vários países do mundo, vivendo experiências culturais e espirituais. Foi durante esses anos em que escreveu alguns dos seus melhores livros, como "Demian" (1919), "O Louco" (1922) e "Siddhartha" (1922).

Após a Primeira Guerra Mundial, Hesse se mudou para a Suíça, onde morou até o final de sua vida, em 1962, dedicando-se a escrever e trabalhar em seus próprios projetos editoriais. Durante esses anos, escreveu alguns dos seus principais trabalhos, como o "Poço e o Pêndulo" (1930) e "Pedro e o Lobo" (1931).

Hermann Hesse foi um dos mais importantes escritores alemães de sua época. Suas obras são consideradas parte da "literatura da consciência", pela sua capacidade de explorar o lado espiritual e introspectivo das pessoas. Após sua morte, seu trabalho tornou-se um fenômeno mundial de popularidade, e seus livros são lidos e apreciados até hoje.
Hermann Hesse
Nome Completo: Hermann Karl Hesse
Nascimento: 2 de julho de 1877

Local: Calw

Morte: 9 de agosto de 1962 aos 85 Anos

Causa: acidente vascular cerebral

cônjuge Ruth Wenger
país de nacionalidade Alemanha
obra destacada Demian