Ricardo Boechat

Jornalista brasileiro

Ricardo Boechat: o Jornalista Brasileiro que Fez História

O jornalista brasileiro Ricardo Boechat é um dos ícones da profissão para a geração atual de jornalistas. Seu estilo marcante, ousado e único de contar histórias já o colocou em uma posição de destaque na imprensa brasileira.

Nascido no ano de 1963, Boechat iniciou sua carreira de jornalista bem cedo ao lado de sua mãe - que já trabalhava profissionalmente com jornalismo na década de 1970 - como repórter do jornal "O Globo".

Ele se destacou pela sua forma única de trabalhar, reportando histórias espetaculares e conseguindo acesso às fontes e conteúdos inéditos. Além disso, sua personalidade marcante e irreverente fez com que Boechat se tornasse um ícone da profissão.

Boechat foi fundamental para desenvolver uma nova maneira de se fazer jornalismo e transformar sua profissão em um fenômeno de massa ao acompanhar o crescimento da televisão brasileira e das mídias sociais.

Com sucessivas passagens por emissoras de rádio - onde foi um dos fundadores da rádio Band News - e televisão, como a Band, Ricardo Boechat foi responsável por épicas entrevistas e reportagens que viraram notícia em todo o Brasil.

Ricardo Boechat, infelizmente, faleceu em fevereiro de 2019 vítima de um trágico acidente de helicóptero. No entanto, seu legado se mantém vivo na memória de todos aqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar suas reportagens e no coração de todos aqueles que admiravam seu talento único.

De muitas maneiras, Ricardo Boechat foi um dos maiores jornalistas brasileiros de sua geração, que marcou a história do jornalismo brasileiro com seu trabalho incansável e inspirador. Sua incansável dedicação à profissão e seu ímpeto por contar histórias o colocaram no centro da atenção e deixaram um legado que muitos tentam seguir.

A morte do jornalista Boechat em acidente aéreo

Boechat morreu no dia 11 de fevereiro de 2019, na queda do helicóptero que o trazia de Campinas para São Paulo, após realizar uma palestra na cidade do interior paulista. A aeronave colidiu na rodovia Anhanguera sob o viaduto de interligação com o Rodoanel, na Grande São Paulo, incendiando-se após colisão com caminhão. O piloto da aeronave também faleceu no acidente.

Consequências do acidente que culminou na morte de Boechat

A queda da aeronave que levava Boechat de volta de Campinas para São Paulo não resultou somente na morte do repórter e do piloto. O helicóptero caiu na rodovia Anhanguera, embaixo do viaduto de interligação com o Rodoanel, colidindo com um caminhão. O motorista deste veículo teve somente ferimentos leves, mas o incidente inflamou a aeronave.

Início da carreira na decada de 70

Iniciou sua carreira na década de 1970 como repórter do extinto jornal Diário de Notícias. Também nessa época, iniciou sua carreira como colunista, colaborando com a equipe de Ibrahim Sued.

Jornal O Globo e passagem na secretaria de Comunicação Social

Em 1983, foi para o jornal O Globo. Em 1987, ocupou por seis meses a secretaria de Comunicação Social no governo Moreira Franco (1987-1991). Após o período voltou para O Globo, até ser demitido em 2001.

Ida para o Grupo Bandeirantes de Comunicação

Em 2004, estreou no Grupo Bandeirantes de Comunicação como comentarista do Jornal da Noite. Ganhou reconhecimento nacional através da BandNews FM.

Conquista da posição de âncora

Em 2005, passou a ancorar o jornalístico matinal do Rio de Janeiro. No ano seguinte, após a saída de Carlos Nascimento, foi alçado como âncora do Jornal da Band, uma das principais posições do jornalismo brasileiro.

Atuação simultânea em São Paulo e Rio de Janeiro

Mesmo após a mudança para São Paulo, o jornalista continuou apresentando o jornalístico local do Rio de Janeiro diretamente dos estúdios na capital paulista.

Ricardo Boechat
Nome Completo: Ricardo Eugênio Boechat
Nascimento: 13 de julho de 1952

Local: Buenos Aires

Morte: 11 de fevereiro de 2019 aos 66 Anos

Causa: acidente aéreo

país de nacionalidade Brasil