Roberto Campos

Economista brasileiro

Economista Roberto Campos é uma figura importante no desenvolvimento do Brasil. Ele é conhecido como o “pai da economia brasileira”, pois foi fundamental para o estabelecimento de políticas econômicas responsáveis que contribuíram para o crescimento econômico do país nas últimas décadas.

Roberto Campos foi membro da equipe econômica da administração do ex-presidente João Goulart (Jango), onde participou das negociações com o FMI e foi o principal responsável por firmar as bases de um novo ciclo de desenvolvimento econômico. Após o governo Jango, Campos foi nomeado Ministro da Fazenda na administração do ex-presidente Ernesto Geisel. Durante esse período, ele foi fundamental para a aplicação do Plano Real, uma política monetária responsável que ajudou a estabilizar a economia brasileira.

Além de suas contribuições econômicas, Roberto Campos também foi extremamente ativo em áreas políticas. Ele serviu como deputado federal por volta de 1994 e foi estabelecer as bases do Partido Liberal e do movimento democratizador. Além disso, ele também foi presidente do Banco Central do Brasil em 1993.

Roberto Campos foi um grande proponente das reformas liberais que levaram ao desenvolvimento econômico do país ao longo dos anos. Suas contribuições foram incontáveis, e ele é lembrado por sua liderança, seu senso de iniciativa e sua visão para o futuro. Sua herança vive até hoje, e muitos dos que trabalham na área de economia brasileira ainda se inspiram em seu trabalho.
Roberto Campos
Nascimento: 17 de abril de 1917

Local: Cuiabá

Morte: 9 de outubro de 2001, 10 de outubro de 2001 aos Anos
país de nacionalidade Brasil
formação Universidade George Washington