Roberto Gómez Bolaños

Ator mexicano

Roberto Gómez Bolaños, ou simplesmente Chespirito, como é conhecido no Brasil, foi um dos maiores ícones da comédia mexicana, responsável por criar e protagonizar personagens lendárias que encantaram um público de todas as idades.

Natural de Ciudad de Mexico, Roberto Gómez Bolaños começou a sua carreira na década de 50, trabalhando como escritor de programas radicais, ganhando um maior destaque a partir do início dos anos 70, com a criação de algumas personagens e sitcoms que iriam se tornar clássicos, como Chaves, El Chavo del Ocho, El Chapulin Colorado ou El Chavo Animado.

Estes programas marcaram a história da televisão mexicana, sendo exibidos em mais de 50 países e atingindo uma audiência global. Juntos, seus programas alcançaram uma média de 500 milhões de espectadores diariamente, um feito que ajudou a tornar Roberto Gómez Bolaños um dos kits mais bem sucedidos da história.

Durante sua carreira na televisão, ele também escreveu, produziu e dirigiu muitos programas, além de escrever e dirigir vários filmes. Esteve também envolvido com a produção de inúminos álbuns musicais e livros, todos inspirados nas personagens que criou.

Gómez Bolaños foi agraciado com muitos prêmios durante sua carreira de mais de 60 anos, incluindo, entre outros, o Prêmio Nosotros ao Mérito Cinematográfico, em 1988, e o Prêmio Nacional de Arte, em 1998. Ele faleceu em 2014, aos 85 anos, mas sua obra continua a inspirar artistas e a divertir as novas gerações.

Morte de Roberto Gómez Bolaños

Roberto Gómez Bolaños faleceu aos 85 anos em Cancún em 28 de novembro de 2014. Sua morte ocorreu devido a uma parada cardíaca. Bolaños estava com sua esposa, Florinda Meza, no momento de sua morte. O comediante, que sofria de problemas respiratórios crônicos e tinha mobilidade reduzida, respirava com a ajuda de um cilindro de oxigênio.

Divulgação da morte de Bolaños

A notícia da morte de Bolaños foi divulgada por dois dos grandes veículos de comunicação do México: a CNN México e a Televisa. Mesmo assim, a causa da morte não foi confirmada de imediato.

Velório e enterro de Bolaños

O corpo de Bolaños foi levado de Cancún até à Cidade do México, onde foi realizada uma missa de corpo presente na Televisa. Após o velório no Estádio Azteca, o corpo de Bolaños foi enterrado no Panteón Francés de la Piedad.

Relato de Florinda Meza

Florinda Meza, viúva de Bolaños, revelou que o comediante sofreu o Mal de Parkinson e a doença também contribuiu para sua morte. Ela contou que Bolaños teve problemas quando soube que seu programa iria mudar de horário e sofreu uma profunda depressão.

Polêmicas após a morte de Bolaños

Houve boatos de que Florinda Meza teria proibido visitas ao túmulo de Bolaños. No entanto, em 2016, ela afirmou que não fez tal proibição.

Problemas de saúde de Bolaños

Segundo Florinda, Bolaños sofreu com edemas por todo o corpo e teve uma cirurgia desnecessária na próstata em 2009. Também teve uma profunda depressão devido aos problemas para andar, o que agravou ainda mais seu estado de saúde.

Roberto Gómez Bolaños
Nome Completo: Roberto Mario Gómez Bolaños
Nascimento: 21 de fevereiro de 1929

Local: Cidade do México

Morte: 28 de novembro de 2014 aos 85 Anos

Causa: enfarte do miocárdio

cônjuge Florinda Meza
país de nacionalidade México
formação Universidade Nacional Autónoma de México