Roger Bacon

Filósofo inglês

Roger Bacon foi um filósofo inglês medieval renomado por sua contribuição única para a ciência, matemática e filosofia. Bacon nasceu em 1214 e passou grande parte de sua vida estudando e ensinando na França e Inglaterra. Ele foi aluno e professor na Universidade de Paris, onde desenvolveu um sistema de pesquisa para aplicar a lógica aristotélica ao estudo da natureza. Bacon foi um dos primeiros a usar experimentos científicos para aproximar as observações da natureza da lógica.

Bacon mais tarde escreveu três grandes trabalhos sobre ciência, matemática e filosofia, que consistiam em Opus Majus, Opus Minus e Opus Tertium. Estes trabalhos foram usados ​​para influenciar a seguinte geração de pensadores científicos e filósofos, como William of Ockham. Além de escrever estes trabalhos Bacon também defendia que a religião e a ciência podem coexistir e que a natureza pode ser estudada de forma lógica.

Embora Bacon tenha sido reconhecido como um dos grandes mentores da ciência moderna, ele também foi um dos defensores de crenças esotéricas e ocultistas. Bacon acreditava que existiam segredos escondidos na natureza, que só podiam ser desvendados através da prática de magia e alquimia, meditação e invocação de espíritos. Bacon tentou mesclar estas crenças com a lógica da ciência e da filosofia.

Após a morte de Bacon, seus trabalhos foram esquecidos, mas no século XVIII e XIX ele foi reconhecido como um dos mentores da ciência moderna. Suas ideias ajudaram a impulsionar a ciência para a modernidade e ainda influenciam os cientistas de hoje. Ainda hoje, Bacon é considerado um dos filósofos mais importantes da história, pois trouxe a ciência e a filosofia para um novo patamar.
Roger Bacon
Nascimento: 1 de janeiro de 1220

Local: Ilchester

Morte: 1 de janeiro de 1294, 1 de janeiro de 1292 aos Anos
país de nacionalidade Reino da Inglaterra
obra destacada Opus majus
formação Universidade de Oxford