Romário

Político brasileiro

Romário de Souza Faria, mais conhecido como Romário, é um grande nome da história política brasileira, sendo destaque na vida nacional desde a década de 1990.

Natural de Rio de Janeiro, o jogador de futebol virou senador por seu estado de origem em 2010, durante o governo Dilma Rousseff, e se reelegeu na eleição de 2014, mas desta vez para o Senado Federal, sendo líder do Partido da Social Democracia Brasileira (PSD).

Romário é reconhecido como um político que defende os mais pobres e os direitos humanos. Além disso, o senador tem como principais bandeiras a defesa do fortalecimento do futebol brasileiro, a destinação de recursos para a realização de projetos de desenvolvimento de infraestrutura e saúde e a luta contra a corrupção.

Quando estava na Câmara de Vereadores, em 1993, foi ele quem propôs a Lei de Incentivo ao Esporte, a chamada Lei Romário, que possibilitou a distribuição de verbas do governo para áreas esportivas.

O ex-jogador também foi pioneiro na proposta de lei que criou o Fundo de Assistência Social, que tem o objetivo de recolher recursos para financiar ações sociais e ajudar os mais necessitados.

Romário também defendeu a Lei da Cidadania Digital, que tem como objetivo possibilitar o acesso à internet para todos os brasileiros. Além disso, o senador também é conhecido por lutar contra a discriminação racial, tendo sido um dos primeiros a defender a criminalização do racismo.

Romário é ainda um grande defensor dos direitos dos animais e do Meio Ambiente, sendo autor de um projeto de lei para criar o dia nacional do animal, que é celebrado todo o 4 de novembro.

O ex-jogador de futebol tem se tornado um grande ícone político brasileiro, sendo reconhecido e respeitado em todos os campos. Com sua trajetória e seus objetivos de sempre lutar pelo bem estar dos cidadãos, ele tem como exemplo de que é possível mudar o cenário político brasileiro de maneira positiva.

Vida pessoal de Romário

Romário, filho de Edevair de Souza Faria e Manuela Ladislau Faria, teve seis filhos de suas três esposas, dentre elas, Mônica Santoro e Danielle Favatto. Envolveu-se em algumas controvérsias, incluindo separações devido a aventuras extraconjugais e atraso no pagamento de pensão para os filhos. De enfrentou problemas legais, inclusive uma noite na cadeia em 2009, e acusações de desvio de fundos de pensão por familiares de Mônica Santoro, sua ex-esposa.

Carreira empresarial e ativismo de Romário

Romário tentou sem sucesso abrir o Café do Gol, inicialmente como casa noturna e depois como bingo. Também se envolveu em uma disputa jurídica sobre dívidas relacionadas à empresa. No entanto, Romário também tem um lado ativista, especialmente em relação à Síndrome de Down, após o nascimento de sua filha Ivy com a condição. Ele tem trabalhado pela causa e resistido às tentativas dos traficantes de usar sua imagem.

Desafetos e carreira no futebol de Romário

Romário é conhecido por sua longa lista de desafetos no mundo do futebol, incluindo Pelé, Zico e outros grandes nomes do esporte. Ele fez algumas grandes alegações sobre suas conquistas em comparação com Diego Maradona e se emaranhou em polêmica ao falar sobre sua vida sexual durante a Copa do Mundo FIFA de 1994. Ele teve uma carreira tumultuada que inclui treinadores de sobreposição e tolerância à boêmia na Europa.

Romário
Nome Completo: Romário de Souza Faria
Nascimento: 29 de janeiro de 1966 (58 Anos)

Local: Rio de Janeiro

país de nacionalidade Brasil