Rubem Alves

Escritor e teólogo brasileiro

Rubem Alves foi um escritor, teólogo e professor brasileiro. Nascido em Nova Venécia, no Estado de Espírito Santo, em 29 de outubro de 1933, Rubem Alves foi uma das mais importantes figuras intelectuais do Brasil contemporâneo.

Ele começou sua carreira como professor e teólogo. Estudou Teologia no Seminário Presbiteriano de São Paulo e no Seminário Teológico do Sul. Em 1967, ele foi nomeado professor emérito de Teologia na Universidade Metodista de São Paulo, onde lecionou por muitos anos. Rubem também foi professor visitante em várias outras instituições, tais como a Universidade de Princeton, a Universidade de Yale, a Universidade de Harvard e a Universidade de Toronto.

Rubem Alves foi também um escritor prolífico. Escreveu sobre diversos assuntos, entre eles: filosofia, teologia, educação, cultura, literatura e história. Seus trabalhos se tornaram referências importantes em muitos desses assuntos; seu livro mais famoso, O Sagrado e o Profano, publicado em 1970, tem sido usado em sala de aula e tem sido citado por pesquisadores e intelectuais há muito tempo.

Além de sua contribuição intelectual, a vida e a obra de Rubem Alves são um exemplo de dedicação e amor. Ele era conhecido por sua bondade e bom-senso, e por seu compromisso com a educação, a justiça e o bem-estar social.

Rubem Alves faleceu em 16 de janeiro de 2014, aos 80 anos. Embora seu legado, principalmente como escritor e teólogo, continue a reverberar até os dias atuais, ele foi lembrado acima de tudo por sua personalidade brilhante e seu enorme amor à vida.

Seminário Presbiteriano e ativismo

Entre 1953 e 1957, estudou teologia no Seminário Presbiteriano do Sul. Foi parte da União Cristã de Estudantes do Brasil (UCEB). Dentre os participantes desse movimento surgiram ativistas como: Adauto Araújo Dourado, Lysâneas Maciel e Jether Ramalho.

Pastor e mestre em Teologia

Entre 1958 e 1963, foi pastor em Lavras, Minas Gerais. Em 1964, obteve o título de mestre em teologia pela 'Union Theological Seminary' em Nova Iorque.

Exílio devido a perseguição

Foi acusado de conduta subversiva e perseguido pelo Regime Militar do Brasil (1964-1985). Por isso abandonou a Igreja Presbiteriana e exilou-se nos Estados Unidos, onde, em 1968, obteve o título de doutor em filosofia.

Academia e literatura

Foi integrante da Academia Campinense de Letras. Publicou várias crônicas, ensaios, contos e livros de literatura infantil e poesia. Muitos de seus livros foram traduzidos para diversos idiomas.

De professor a psicanalista

Lecionou em instituições prestigiadas como a UNICAMP, na qual foi nomeado Professor Emérito e criou grupos de pesquisa. Na década de 1980, tornou-se psicanalista pela Sociedade Paulista de Psicanálise.

Atividades ecumênicas e culturais

Foi membro da Comissão 'Fé e Ordem', do Conselho Ecumênico de Igrejas e diretor de 'Estudos sobre Igreja e sociedade na América Latina'. Também foi cidadão honorário de Campinas, onde recebeu a Medalha Carlos Gomes.

Rubem Alves
Nascimento: 15 de setembro de 1933

Local: Boa Esperança

Morte: 19 de julho de 2014 aos 80 Anos

Causa: síndrome de disfunção múltipla de órgãos

país de nacionalidade Brasil
formação Seminário Teológico da União (Nova York)