Virgínia Woolf

Escritora inglesa

A escritora inglesa Virgínia Woolf foi uma das mais importantes e influentes pensadoras do século XX. Sua literatura é amplamente reconhecida como revolucionária, pois ela foi pioneira na abordagem da narrativa modernista, especialmente em seus ensaios e romances. Ela também foi uma das figuras mais destacadas do movimento do feminismo moderno e foi capaz de captar aspectos profundos da experiência humana, ao mesmo tempo em que explorava as questões do papel das mulheres na sociedade ocidental.

Virgínia Woolf nasceu em 25 de janeiro de 1882 em Londres, filha de um editir de livros e de uma autora de histórias infantis. Ela frequentou a escola particular para meninas, mas foi educada predominantemente em casa, onde recebeu acesso a uma grande variedade de livros. Seu talento para escrever foi percebido desde cedo e ela publicou seu primeiro livro, Meu quarto de trabalho, aos vinte e cinco anos de idade.

Em 1904, ela e seu irmão, Adrian, lançaram uma revista literária, a Bloomsbury Group. Esta publicação foi formada por diversas figuras importantes da literatura da época e tornou-se a força motriz por trás do modernismo inglês, que influenciou a literatura mundial. Foi durante esta época que Woolf começou a produzir seus ensaios e romances, incluindo obras como A Onda e Mrs Dalloway.

A partir de seus escritos, é possível observar uma profunda preocupação com questões de gênero, conformidade social, luta de classes e experiência humana. Ela também foi uma das primeiras vozes feministas importantes e um dos maiores defensores dos direitos das mulheres naquela época.

Virgínia Woolf acabou sua vida em 1941, aos 59 anos de idade. Seu legado está presente na literatura moderna até os dias de hoje. Seus escritos ainda são muito estudados por acadêmicos pela sua erudição e incrível habilidade de expressar o que muitos não conseguem. Woolf continua sendo uma das figuras mais importantes no cânone literário do século XX e uma das maiores autoras da história.

Infância e educação de Virginia Woolf

Virginia Woolf era filha de Julia Stephen e do editor Leslie Stephen, o qual deu-lhe uma educação esmerada, de forma que a jovem teria frequentado desde cedo o mundo literário.

Casamento e carreira editorial de Woolf

Em 1912 casou com Leonard Woolf, com quem fundou em 1917, a Hogarth Press, editora que revelou escritores como Katherine Mansfield e T.S. Eliot, além de publicar a tradução de 'A Doutrina do Fascismo' de Mussolini.

Aspectos pessoais e morte de Virginia Woolf

Virginia Woolf apresentava crises depressivas. Em 1941, deixou um bilhete para seu marido, Leonard Woolf, e para a irmã, Vanessa Bell, e cometeu suicídio.

Envolvimento no grupo de Bloomsbury

Virginia Woolf foi integrante do grupo de Bloomsbury, círculo de intelectuais que, após a Primeira Guerra Mundial, se posicionaria contra as tradições literárias, políticas e sociais da Era Vitoriana.

Contribuição literária e reflexões de Virginia Woolf

A obra de Woolf é classificada como modernista. O fluxo de consciência foi uma de suas marcas mais conhecidas. Suas reflexões sobre a arte literária - da liberdade de criação ao prazer da leitura - foram reunidas em dois volumes publicados pela Hogarth Press.

Biografia de Virginia Woolf e a Segunda Guerra Mundial

No ano de 1941, com o estopim da Segunda Guerra Mundial e a destruição de sua casa em Londres durante o Blitz, a crítica fria à sua biografia de Roger Fry, Virginia Woolf foi condicionada ao impedimento da sua escrita, caindo em uma depressão semelhante às que sofreu durante sua juventude.

Suicídio de Virginia Woolf

Em 28 de março de 1941, Woolf, profundamente depressiva, colocou seu casaco, encheu os seus bolsos com pedras, caminhou para o Rio Ouse, perto de sua casa, e se afogou. Seu corpo só foi encontrado três semanas depois, por um grupo de crianças.

Último bilhete de Virginia Woolf

Em seu último bilhete para o marido, Leonard Woolf, Virginia despediu-se, indicando a profundidade da sua angústia que a levou ao suicídio. Este bilhete acabou sendo uma referência fundamental para entender a profundidade de sua depressão.

Sepultamento de Virginia Woolf

O corpo de Woolf foi cremado, suas cinzas enterradas junto a um olmo no jardim de Monk’s House, a casa do século XVIII onde Woolf viveu com seu marido, Leonard Woolf, de 1919 até sua morte.

Morte de Leonard Woolf e destino das cinzas do casal

Leonard Woolf morreu de um enfarte 28 anos depois de Virginia. Ele foi cremado e suas cinzas enterradas junto às de sua esposa no jardim de Monk’s House. Os bustos dos Woolfs foram instalados no jardim após a morte de Leonard.

Virgínia Woolf
Nome Completo: Adeline Virginia Stephen
Nascimento: 25 de janeiro de 1882

Local: Londres

Morte: 28 de março de 1941 aos 59 Anos
cônjuge Leonard Woolf
país de nacionalidade Reino Unido
obra destacada Ao Farol
formação King's College de Londres