William James

Filósofo e psicólogo norte-americano

William James foi um renomado filósofo e psicólogo norte-americano, membro da famosa família de intelectuais que incluía seu irmão, o escritor Henry James. Nasceu em 11 de Janeiro de 1842 em Nova York, Estados Unidos.

Durante o seu ensino médio, ele começou a estudar medicina, mas logo concluiu que queria seguir o mesmo caminho acadêmico de seu irmão e se matricular na Harvard University. O seu percurso acadêmico foi alterado mais uma vez quando ele decidiu explorar a sua paixão por artes e humanidades, decidindo estudar filosofia ao invés de medicina.

Depois de se formar em Harvard, nos Estados Unidos, ele viajou para estudar na Europa, onde estudou com o filósofo alemão Wilhelm Wundt. Isto deu a William James oportunidade de se aprofundar ainda mais nos estudos de filosofia e da ciência da mente.

William James foi pioneiro em muitas áreas do conhecimento, inclusive na psicologia, sendo considerado ao lado de Sigmund Freud um dos principais criadores desta ciência. Ele foi o primeiro a explicar de forma clara e concreta como os seres humanos processam as informações recebidas do ambiente, desenvolvendo assim a teoria do funcionalismo.

Como professor de Harvard, ele ensinou princípios de psicologia, filosofia e religião e escreveu livros que o ajudaram a ganhar fama internacional. Alguns de seus livros mais conhecidos são O Princípio da Ação Moral, Pragmatismo, e O Variedade de Experiências Religiosas.

Durante toda a sua vida, William James foi um intelectual importante e influente, lutando pelo reconhecimento da psicologia como ciência. Ele foi um dos primeiros a colocar a psicologia no lugar que ela ocupa hoje, dando à área de estudos um novo e importante papel na vida das pessoas.

William James faleceu em 26 de Agosto de 1910, nos Estados Unidos. Seus esforços como pioneiro na ciência da mente e filosofia proporcionaram a gerações seguintes de filósofos e psicólogos mais profundidade e apreciação para estudar o comportamento humano.

Educação e dificuldades iniciais

William James recebeu educação eclética, desenvolvendo fluência em francês e alemão. Sua inclinação artística levou-o a trabalhar no ateliê de William Morris Hunt. Em 1861, decidiu dedicar-se à ciência na Lawrence Scientific School (Universidade de Harvard). James sofreu de uma série de problemas físicos, apresentou sintomas psicológicos, diagnosticados como neurastenia.

Interesses acadêmicos variados

Em 1864, James decidiu ingressar o curso de medicina e estudar teologia. Durante parte de 1865, juntou-se a Louis Agassiz numa expedição científica no Brasil. Seus estudos foram interrompidos devido a doenças e viagens, contudo, marcou o início de sua produção literária. Ele nunca praticou a medicina mas se casou com Alice Gibbens em 1878.

Carreira em Harvard e diversidade de estudos

James ocupou diferentes postos durante sua carreira em Harvard, desde instrutor em fisiologia a professor de filosofia. Ele tinha interesse na mente humana em um tempo em que a psicologia se constituía como ciência. No ano acadêmico de 1875-1876, lecionou sua primeira disciplina em psicologia experimental.

Influência no pensamento americano e estudos sobre paranormalidade

James participou de discussões filosóficas que estabeleceram os fundamentos para o pensamento intelectual norte-americano. Além disso, se associou à Society for Psychical Research, estudando a médium Leonora Piper e publicando um discurso em que a descrevia como uma paranormal autêntica na revista Science.

Publicações e problemas de saúde

James publicou clássicos como 'Princípios de Psicologia' e 'Pragmatismo'. Em seus últimos anos, foi acometido por problemas cardíacos que pioraram em 1909. Ele viajou para a Europa em 1910 para tentar tratamentos experimentais e faleceu em consequência de problemas cardíacos no mesmo ano.

Contribuições e influências

O cientista interagiu com uma ampla gama de escritores e acadêmicos proeminentes e contou com muitos intelectuais renomados entre seus alunos, como Theodore Roosevelt e Gertrude Stein. James foi considerado o 14° mais célebre psicólogo do século XX em um estudo empírico.

William James
Nascimento: 11 de janeiro de 1842
Morte: 26 de agosto de 1910 aos 68 Anos

Causa: insuficiência cardíaca

país de nacionalidade Estados Unidos
obra destacada As Variedades da Experiência Religiosa
formação Escola de Medicina Harvard